Exposição a corticosteroides afeta a saúde óssea em pacientes com asma

RM

Exposição a corticosteroides afeta a saúde óssea em pacientes com asma, revela estudo no Reino Unido.

cortecosteroides afeta saúde ossea, revela estudo

De acordo com um estudo publicado on-line em 20 de outubro no periódico Thorax, para pacientes com asma, o uso de corticosteroide oral (oral corticosteroid, OCS) e o uso de corticosteroide inalatório (inhaled corticosteroid, ICS) estão associados a um risco aumentado de osteoporose e fraturas por fragilidade (fragility fractures, FFs).

Christos V. Chalitsios, da Universidade de Nottingham, no Reino Unido, e colegas conduziram dois estudos de controle de caso aninhados para examinar o risco de osteoporose e FF devido ao uso de corticosteroides na asma.

Pacientes com osteoporose ou FF e controles pareados por sexo, idade e profissão foram identificados usando uma coorte de asma.

Relação dose-resposta

Os pesquisadores observaram uma relação dose-resposta entre a dose cumulativa e o número de prescrições de OCS/ICS no ano anterior com o risco de osteoporose ou de FF.

Pessoas que receberam mais prescrições de OCS (≥9 versus 0) tiveram um risco aumentado em 4,50 e 2,16 para osteoporose e FF, respectivamente, após o ajuste para confundidores.

As razões de probabilidade para ICS foram de 1,60 e 1,31 para osteoporose e FF, respectivamente (≥11 versus 0). Foi observado um impacto semelhante para a dose cumulativa, com maior risco para aqueles que receberam mais OCS ou ICS. Para osteoporose e FF, a prevalência de pacientes tomando ≥9 OCS e, pelo menos, uma prescrição de bifosfonatos foi de 50,6% e 48,4%, respectivamente.

“O uso de OCS e ICS deve ser mantido no mínimo necessário para tratar os sintomas e deve ser reduzido se os sintomas e exacerbações estiverem bem controlados”, escreveram os autores.

Resumo/texto integral

fonte: Merck and Co., Inc., sediada em Kenilworth, NJ, EUA (conhecida como MSD fora dos EUA e Canadá) é uma das maiores empresas de saúde mundiais trabalhando para que o mundo se sinta bem. Desde o desenvolvimento de novas terapias para o tratamento e prevenção de doenças até a assistência a pessoas carentes, estamos comprometidos em melhorar o bem-estar por todo o mundo.  O Manual foi publicado pela primeira vez em 1899 para prestar um serviço comunitário.  O legado deste excelente recurso continua na forma dos Manuais Merck nos EUA e Canadá e Manuais MSD no resto do mundo.  Obtenha mais informações sobre nosso compromisso para com o Conhecimento Médico Mundial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Guia da Residência Médica: tudo o que você precisa saber

Conheça o Guia da Residência Médica com todas as informações que você precisa saber.
guia completo de residência médica revisamed

Você também pode gostar: