Insuficiência cardíaca [pergunta e resposta] Medicina Atual

RM 1

Definições, classificações, doenças que causam insuficiência cardíaca e abordagem. Estes e outros temas são tratados neste material. Confira.

sintomas da insuficiência cardíaca
Heart failure symptoms information infographic illustration

Definições, classificações, doenças ou agentes que comprometem o coração e causam insuficiência cardíaca. Estes e outros temas são tratados neste conteúdo, produzido por especialistas do Portal Medicina Atual.

O material sobre insuficiência cardíaca, no formato de pergunta e resposta, é direcionado a estudantes de Medicinais e médicos para a atualização ou preparação para concursos médicos. Confira parte do conteúdo e, para ter acesso gratuito a todo material, basta fazer uma cadastro simples ao final deste post. Vamos lá?

Insuficiência cardíaca

1 – Qual a definição de Insuficiência Cardíaca?

É o estado fisiopatológico em que o coração se torna incapaz de manter o débito cardíaco adequado para suprir as demandas metabólicas teciduais ou realize com elevada pressão de enchimento. É uma síndrome clínica complexa, que geralmente resulta de alterações estruturais e funcionais que impedem ou dificultam a manutenção de um débito cardíaco normal. Mais frequentemente é resultante de uma alteração estrutural, que compromete a função contrátil, levando a disfunção sistólica, porém, é relativamente frequente na prática clínica a síndrome de Insuficiência Cardíaca com função sistólica preservada, principalmente em pacientes idosos, do gênero feminino, portadores de diabetes e hipertensão arterial.

2 – Quais são as classificações da Insuficiência Cardíaca?

  • Insuficiência Cardíaca aguda
  • Insuficiência Cardíaca crônica
  • Insuficiência Cardíaca sistólica
  • Insuficiência Cardíaca diastólica

3 – Quais as principais doenças ou agentes que comprometem o coração e determinam o quadro de Insuficiência Cardíaca?

As principais etiologias da Insuficiência Cardíaca no Brasil são:

  • Doença aterosclerótica coronariana (miocardiopatia isquêmica);
  • Hipertensão arterial (miocardiopatia hipertensiva);
  • Agressão miocárdica pelo T. cruzi (miocardiopatia Chagásica);
  • Agressão miocárdica pelo álcool (miocardiopatia alcoólica);
  • Agressões virais (miocardites);
  • Miocardiopatia periparto;
  • Doenças valvulares;
  • Cardiopatias congênitas.

Quando não conseguimos definir a etiologia da dilatação cardíaca, utilizamos a denominação de miocardiopatia dilatada idiopática. Na presença de alguma doença genética ou com comprometimento de membros da mesma família, podemos utilizar a denominação de miocardiopatia genética ou familiar.

4 – Quais os mecanismos fisiopatológicos envolvidos na Insuficiência Cardíaca?

Independente da etiologia, as alterações da função do coração ocorrem por conta de evidentes modificações anatômicas, caracterizadas fundamentalmente por dilatação da cavidade e queda do seu desempenho sistólico, com consequente redução do débito cardíaco e ativação dos mecanismos de compensação, com aumento da frequência cardíaca, aumento de contratilidade, vasoconstricção (redistribuição do fluxo sanguíneo), redução do débito urinário e retenção de sódio e água. Esses mecanismos de “compensação” são alimentados pela ativação do sistema neuro-hormonal, precocemente no início da doença, mesmo antes do aparecimento dos sintomas.


continue acessando o conteúdo. Clique e faça o seu cadastro.

insuficiência cardíaca

Leia também: Bradiarritmias Cardíacas: o que você precisa saber

One thought on “Insuficiência cardíaca [pergunta e resposta] Medicina Atual

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Apendicite Aguda: definição, incidência, abordagem [e mais...]

Em Cirurgia Geral, o Medicina Atual disponibiliza conteúdos completos, entre eles, o material sobre apendicite aguda. Confira.

Você também pode gostar: